File: index.docbook

package info (click to toggle)
kmplayer 1%3A0.10.0c-2
  • links: PTS
  • area: main
  • in suites: lenny
  • size: 7,780 kB
  • ctags: 7,357
  • sloc: cpp: 28,777; sh: 9,933; ansic: 5,581; perl: 2,760; xml: 670; makefile: 153
file content (593 lines) | stat: -rw-r--r-- 21,644 bytes parent folder | download
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
32
33
34
35
36
37
38
39
40
41
42
43
44
45
46
47
48
49
50
51
52
53
54
55
56
57
58
59
60
61
62
63
64
65
66
67
68
69
70
71
72
73
74
75
76
77
78
79
80
81
82
83
84
85
86
87
88
89
90
91
92
93
94
95
96
97
98
99
100
101
102
103
104
105
106
107
108
109
110
111
112
113
114
115
116
117
118
119
120
121
122
123
124
125
126
127
128
129
130
131
132
133
134
135
136
137
138
139
140
141
142
143
144
145
146
147
148
149
150
151
152
153
154
155
156
157
158
159
160
161
162
163
164
165
166
167
168
169
170
171
172
173
174
175
176
177
178
179
180
181
182
183
184
185
186
187
188
189
190
191
192
193
194
195
196
197
198
199
200
201
202
203
204
205
206
207
208
209
210
211
212
213
214
215
216
217
218
219
220
221
222
223
224
225
226
227
228
229
230
231
232
233
234
235
236
237
238
239
240
241
242
243
244
245
246
247
248
249
250
251
252
253
254
255
256
257
258
259
260
261
262
263
264
265
266
267
268
269
270
271
272
273
274
275
276
277
278
279
280
281
282
283
284
285
286
287
288
289
290
291
292
293
294
295
296
297
298
299
300
301
302
303
304
305
306
307
308
309
310
311
312
313
314
315
316
317
318
319
320
321
322
323
324
325
326
327
328
329
330
331
332
333
334
335
336
337
338
339
340
341
342
343
344
345
346
347
348
349
350
351
352
353
354
355
356
357
358
359
360
361
362
363
364
365
366
367
368
369
370
371
372
373
374
375
376
377
378
379
380
381
382
383
384
385
386
387
388
389
390
391
392
393
394
395
396
397
398
399
400
401
402
403
404
405
406
407
408
409
410
411
412
413
414
415
416
417
418
419
420
421
422
423
424
425
426
427
428
429
430
431
432
433
434
435
436
437
438
439
440
441
442
443
444
445
446
447
448
449
450
451
452
453
454
455
456
457
458
459
460
461
462
463
464
465
466
467
468
469
470
471
472
473
474
475
476
477
478
479
480
481
482
483
484
485
486
487
488
489
490
491
492
493
494
495
496
497
498
499
500
501
502
503
504
505
506
507
508
509
510
511
512
513
514
515
516
517
518
519
520
521
522
523
524
525
526
527
528
529
530
531
532
533
534
535
536
537
538
539
540
541
542
543
544
545
546
547
548
549
550
551
552
553
554
555
556
557
558
559
560
561
562
563
564
565
566
567
568
569
570
571
572
573
574
575
576
577
578
579
580
581
582
583
584
585
586
587
588
589
590
591
592
593
<?xml version="1.0" ?>
<!DOCTYPE book PUBLIC "-//KDE//DTD DocBook XML V4.1.2-Based Variant V1.1//EN" "dtd/kdex.dtd" [
  <!ENTITY kmplayer '<application
>Kmplayer</application
>'>
  <!ENTITY kappname "&kmplayer;"
><!-- replace kmplayer here -->
  <!ENTITY package "kdeextragear-2">
  <!ENTITY % addindex "IGNORE">
  <!ENTITY % Portuguese "INCLUDE"
><!-- change language only here -->
 
]>

<book lang="&language;">


<bookinfo>
<title
>O Manual do &kmplayer;</title>

<authorgroup>
<author
><firstname
>Koos</firstname
> <surname
>Vriezen</surname
> <affiliation
> <address
><email
>koos dot vriezen at gmail dot com</email
></address>
</affiliation>
</author>
</authorgroup>

<othercredit role="translator"
><firstname
>Pedro</firstname
><surname
>Morais</surname
><affiliation
><address
><email
>morais@kde.org</email
></address
></affiliation
><contrib
>Tradução</contrib
></othercredit
> 

<copyright>
<year
>2002</year>
<year
>2006</year>
<holder
>Koos Vriezen</holder>
</copyright>
<!-- Translators: put here the copyright notice of the translation -->
<!-- Put here the FDL notice.  Read the explanation in fdl-notice.docbook 
     and in the FDL itself on how to use it. -->
<legalnotice
>&FDLNotice;</legalnotice>


<date
>2003-12-24</date>
<releaseinfo
>0.05.00</releaseinfo>

<!-- Abstract about this handbook -->

<abstract>
<para
>O &kmplayer; é uma interface &kde; para o <application
>MPlayer</application
>, o <application
>Xine</application
> e o <application
>GStreamer</application
>. </para>
</abstract>


<keywordset>
<keyword
>KDE</keyword>
<keyword
>kdemultimedia</keyword>
<keyword
>MPlayer</keyword>
<keyword
>konqueror</keyword>
<keyword
>vídeo</keyword>
</keywordset>

</bookinfo>

<chapter id="introduction">
<title
>Introdução</title>
<para
>O &kmplayer; é uma interface simples para o <application
>MPlayer</application
>, o <application
>Xine</application
>, o <application
>GStreamer</application
> e o <application
>FFMpeg</application
>. Você poderá usá-lo para ver todos os tipos de formatos de ficheiros que o <application
>MPlayer</application
>, o <application
>Xine</application
> ou o <application
>GStreamer</application
> suportam, assim como ver <acronym
>DVD</acronym
>s, <acronym
>VCD</acronym
> ou <acronym
>TV</acronym
>/<acronym
>vídeo</acronym
>. </para>
<para
>A documentação do &kappname; não estava terminada quando o &kde; foi instalado neste computador.</para
> <para
>Se necessitar de ajuda, procure na <ulink url="http://www.kde.org"
>Página do KDE</ulink
> actualizações, ou envie perguntas para <ulink url="mail to:kde-user@kde.org"
>A Lista de E-mail dos Utilizadores do &kde;</ulink
>. </para>
<para
><emphasis
>A Equipa do &kde;</emphasis
></para>

</chapter>
<chapter id="gui">
<title
>A interface do utilizador</title>
<para
>A janela da aplicação é composta por janelas acopláveis. Existe sempre a janela central. Uma janela opcional é a janela da lista de reprodução. Finalmente, existe uma janela de informação, que aparece simplesmente quando existe alguma informação para ser apresentada. </para>
<section id="playlistwindow">
<title
>Janela da lista de reprodução</title>
<para
>A janela da lista de reprodução tem, na altura em que este documento foi escrito, cinco categorias, sendo os itens actuais, os <guilabel
>Discos Ópticos</guilabel
>, a <guilabel
>Televisão</guilabel
>, as <guilabel
>Listas Persistentes</guilabel
> e o <guilabel
>Mais Recente</guilabel
>. Quando carregar no texto de uma categoria, o mesmo irá mostrar os conteúdos por baixo desta linha. Obviamente, terão de existir conteúdos; p.ex., veja a <link linkend="tvsource"
>configuração da <acronym
>TV</acronym
></link
> para adicionar conteúdos à categoria <guilabel
>Television</guilabel
> (Televisão). A categoria <guilabel
>Mais Recente</guilabel
> preencher-se-á à medida que vão sendo tocados ficheiros multimédia locais ou <acronym
>URL</acronym
>s remotos. Esta categoria poderá conter 60 itens, dos quais os últimos 50 se encontram no ramo <guilabel
>Mais ..</guilabel
>. </para>
<section>
<title
>Categoria das Listas Persistentes</title>
<para
>É possível gravar as suas referências favoritas no menu <guilabel
>Favorito</guilabel
>, mas estes são itens únicos. Se quiser criar uma lista de itens que sejam reproduzidos uns atrás dos outros, então deverá usar a categoria de <guilabel
>Listas Persistentes</guilabel
>. </para>
<para
>A forma mais simples de adicionar um item nesta lista é arrastá-la da categoria <guilabel
>Mais Recente</guilabel
> e largá-la nas <guilabel
>Listas Persistentes</guilabel
>. Como poderá ver, ao largar os itens, irá aparecer um menu onde poderá escolher entre adicionar a esta lista ou criar um grupo novo. Os itens do nível de topo comportam-se como um item de favorito, mas os itens nos grupos irão tocar o grupo inteiro onde residem. Os itens desta categoria poderão ser movidos, copiados, adicionados a um novo grupo ou removidos facilmente, bastando para tal arrastar este item para outro local nesta categoria. Para além disso, existem os itens <guimenu
>Apagar o item</guimenu
>, <guimenu
>Subir</guimenu
> e <guimenu
>Descer</guimenu
> no menu de contexto (ao carregar com o botão direito do rato num item). </para>
<para
>Como é óbvio, poderá adicionar grupos aos grupos, para obter uma hierarquia mais profunda. Quando carregar num item, o seu grupo e todos os grupos-filhos serão copiados para a categoria actual e a reprodução começa na posição do item seleccionado. </para>
<section>
<title
>Formato de armazenamento</title>
<para
>Os dados são gravados em <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/playlist.xml</filename
> e o seu formato é semelhante ao exemplo seguinte. Veja <link linkend="XML-editing"
>aqui</link
> como manipular estes dados directamente. <programlisting>
&lt;playlist&gt;
    &lt;group title="feeds"&gt;
        &lt;item url="http://www.lugradio.org/episodes.rss"/&gt;
        &lt;item url="http://science.nasa.gov/podcast.xml"/&gt;
        &lt;item url="http://www.theworld.org/rss/tech.xml"/&gt;
    &lt;/group&gt;
    &lt;group title="iradio"&gt;
        &lt;group title="sunny"&gt;
            &lt;item mplayeropts="-cache 256" url="http://www.swissgroove.ch/listen.m3u"/&gt;
            &lt;item url="http://www.boombasticradio.com/shoutcast/64.pls"/&gt;
        &lt;/group&gt;
        &lt;group title="rainy"&gt;
            &lt;item url="http://www.radioparadise.com/musiclinks/rp_64.m3u"/&gt;
            &lt;item url="http://www.woxy.com/stream/wma64.asx"/&gt;
            &lt;item url="http://radionigel.com/winmedia.asx"/&gt;
            &lt;item url="rtsp://livestreams.omroep.nl/live/vpro/vpro3voor12radioalt.rm"/&gt;
        &lt;/group&gt;
    &lt;/group&gt;
&lt;/playlist&gt;
</programlisting
> Repare também que as opções personalizadas do <application
>MPlayer</application
> podem ser definidas com o argumento <computeroutput
>mplayeropts</computeroutput
>. O &kmplayer; procura por esta opção para cima na árvore, para que a possa definir para um grupo inteiro e substituí-la por um grupo ou item-filho. </para>
</section>
</section>
</section>
<section id="XML-editing">
<title
>Edição directa do XML</title>
<para
>A categoria actual, a <guilabel
>Television</guilabel
> e a das <guilabel
>Listas Persistentes</guilabel
> poderão ser também manipuladas, se editar o seu armazenamento em <acronym
>XML</acronym
>. Obviamente, uma pessoa podê-lo-á fazer quando o  &kmplayer; não estiver a correr e editar os vários ficheiros em <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/</filename
>, mas também na aplicação em si. Basta carregar no texto de uma categoria, escolher <guimenu
>Ver</guimenu
> e depois <guimenu
>modo de Edição</guimenu
>. Poderá também carregar num ramo-filho, vendo apenas o conteúdo em <acronym
>XML</acronym
> desse ramo. </para>
<para
>Depois de ter editado algum <acronym
>XML</acronym
>, carregue na opção <guilabel
>Sincronizar com a lista</guilabel
> e depois desligue o item <guimenu
>modo de Edição</guimenu
> ou carregue noutra categoria. <caution
><para
>Todas as alterações serão perdidas, quando sair do modo de edição, ou seleccionar outro ramo, sem sincronizar com a lista. </para
></caution>
</para>
<para
>Devido à preguiça dos autores do &kmplayer;, algumas funcionalidades só poderão ser activadas se editar o XML. </para>
</section>
</chapter>
<chapter id="settings">
<title
>Configuração</title>
<section>
    <title
>Animação no arranque/saída</title>
    <para
>A desactivação da animação inicial/final poderá ser configurada se editar o ficheiro <filename
>~/.kde/share/config/kmplayerrc</filename
> e modificar <programlisting>
[General Options]
  No Intro=0
    </programlisting
> a opção anterior para '1'. Basta adicionar a opção se não existir no ficheiro. </para>
<para
>Também é possível definir uma animação alternativa. O KMPlayer irá ver, respectivamente, em <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/intro.xml</filename
> e <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/exit.xml</filename
>. O formato terá de ser um ficheiro <acronym
>XML</acronym
> suportado. </para>
<para
>A animação inicial não terá de ser reduzida, dado que irá terminar imediatamente, quando for aberto outro ficheiro. Claro que, para a animação final, isso poder-se-á tornar incómodo; contudo, o utilizador poderá terminar a aplicação duas vezes. </para>
<para
>Um exemplo simples de uma introdução que mostre a sua fotografia favorito poderá ser<programlisting>
&lt;smil&gt;
  &lt;body&gt;
    &lt;img dur="indefinite" src="file:///home/ze/namorada.gif" fit="meet"/&gt;
  &lt;/body&gt;
&lt;/smil&gt;
    </programlisting
> No pacote de código do KMPlayer, em <filename
>tests/</filename
> existem alguns exemplos de ficheiros <acronym
>SMIL</acronym
> que o KMPlayer suporta. </para>
</section>
</chapter>
<chapter id="backends">
<title
>Os leitores das infra-estruturas</title>
<para
>O &kmplayer; usa programas externos para efectuar a reprodução em si. </para>
<section id="mplayer">
<title
>MPlayer</title>
<para
>Existe uma página de configuração do MPlayer na janela de configuração do &kmplayer;. Aqui, poderá configurar a localização do MPlayer e o tamanho da sua 'cache, para as transmissões pela rede, entre outras coisas. </para>
<section id="mplayer-debug">
<title
>Resolução de problemas</title>
<para
>A melhor forma de depurar esta infra-estrutura é iniciar o &kmplayer; a partir de uma aplicação da consola, como o 'konsole'. Depois, inicie um filme com o 'kmplayer' e veja a linha de comandos exacta que é usada para iniciar o 'mplayer' na aplicação da consola. De seguida, copie/cole essa informação para outra consola, remova as opções '-wid 12344' e ponha-o a tocar. Provavelmente, basta apenas escolher os parâmetros '-ao'/'-vo' correctos. Verifique também se o 'mplayer' não inicia por omissão com uma <acronym
>GUI</acronym
>. </para>
<para
>Outra ferramenta de depuração é o botão de 'consola' da barra de ferramentas do 'kmplayer'. Aí poderá ver o resultado do 'mplayer'. </para>
</section>
</section>
<section id="xine">
<title
>Xine</title>
<para
>Quando configurar o &kmplayer; com o suporte para o Xine, irá existir uma página de configuração para o Xine na janela de configuração do &kmplayer;. Aqui poderá definir várias opções. Estas opções são obtidas, de forma dinâmica, da biblioteca do Xine. Use a ajuda de contexto para obter informações sobre o que estas opções fazem (ie., carregue no botão do ponto de interrogação, na barra de título da janela, e carregue depois numa opção). </para>
<para
>As opções são gravadas no ficheiro <filename
>.kde/share/apps/kmplayer/xine_config</filename
>, como um documento de texto. </para>
<section id="xine-debug">
<title
>Resolução de problemas</title>
<para
>Basicamente, a mesma forma de resolver os problemas do <link linkend="mplayer-debug"
>MPlayer</link
>, com o nome da aplicação a ser <filename
>kxineplayer</filename
>. </para>
</section>
</section>
<section id="gstreamer">
<title
>GStreamer</title>
<para
>Não existe nenhuma página de configuração do GStreamer na janela de configuração do &kmplayer;. As opções comuns são, p.ex., o dispositivo de <acronym
>DVD</acronym
> que é usado, na medida do possível. </para>
<section id="gstremaer-debug">
<title
>Resolução de problemas</title>
<para
>Basicamente a mesma forma de resolver os problemas do <link linkend="mplayer-debug"
>MPlayer</link
>, sendo o nome da aplicação <filename
>kgstplayer</filename
>. </para>
</section>
</section>
</chapter>
<chapter id="sources">
<title
>Fontes que podem ser lidas</title>
<para
>O &kmplayer; pode ler a partir de várias fontes. Estas estão listadas no menu Fonte. </para>
<section id="tvsource">
    <title
>TV</title>
    <para
>O &kmplayer; poderá ver o conteúdo das placas de TV com o <application
>MPlayer</application
> ou o <acronym
>XVideo</acronym
> (usando o <application
>kxvplayer</application
>). Antes de poder ver televisão, terá de configurar o dispositivo a usar e os canais de TV. Poderá usar o sintonizador da janela de configuração para tal ou editar o ficheiro de configuração manualmente. </para>
<para
>O ficheiro de configuração da TV é um ficheiro em <acronym
>XML</acronym
>, localizado em <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/tv.xml</filename
>. Veja <link linkend="XML-editing"
>aqui</link
> como manipular directamente estes dados. O formato em <acronym
>XML</acronym
> é mais ou menos como neste exemplo: <programlisting>
&lt;tvdevices&gt;
    &lt;device path="/dev/video0" width="320" height="240" name="BT878 video (Hauppauge (bt878))" audio=""
              minwidth="48" minheight="32" maxwidth="924" maxheight="576" playback="0" xvport="240"&gt;
        &lt;input name="Television" id="0" tuner="1" norm="PAL" xvenc="0"&gt;
            &lt;channel name="Ned1" frequency="216"/&gt;
            &lt;channel name="VCR" frequency="594.90"/&gt;
        &lt;/input&gt;
        &lt;input name="Composite1" id="1" xvenc="7"/&gt;
        &lt;input name="S-Video" id="2" xvenc="14"/&gt;
        &lt;input name="Composite3" id="3"/&gt;
    &lt;/device&gt;
    &lt;device path="/dev/video1" width="640" height="480" name="Philips 740 webcam" audio=""
              minwidth="160" minheight="120" maxwidth="640" maxheight="480" playback="1"&gt;
        &lt;input name="Webcam" id="0"/&gt;
    &lt;/device&gt;
&lt;/tvdevices&gt;
</programlisting
> Repare que os elementos <quote
>input</quote
> que têm canais, deverão ter o atributo <quote
>tuner</quote
> igual a <quote
>1</quote
>. </para>
<para
>O <acronym
>XVideo</acronym
> só usa os atributos <quote
>xvport</quote
> e <quote
>xvenc</quote
>, e eles só poderão ser definidos se editar manualmente este ficheiro. Os valores destes dois atributos poderão ser obtidos se executar o <quote
>kxvplayer</quote
> numa aplicação de terminal, como o <quote
>konsole</quote
>. Para todos os portos, o <quote
>kxvplayer</quote
> irá mostrar linhas como as que aparecem abaixo e os números poderão definidos para os atributos mencionados.<programlisting>
    xvport 240
    ....
    encoding: 0 PAL-television
    encoding: 1 NTSC-television
    encoding: 2 SECAM-television
    ....   
</programlisting
> Também os atributos 'width' e 'height' são ignorados pelo leitor do <acronym
>XVideo</acronym
>. Este leitor obtém os tamanhos do servidor do X.  Uma das coisas boas do <acronym
>XVideo</acronym
> é que o dimensionamento é feito por 'hardware', pela placa de vídeo, como tal o suporte de ecrã completo é feito sem utilizar o CPU e sem a mudança de resolução do seu monitor. Do mesmo modo, também não haverá nenhuma interferência incómoda quando outra janela se sobrepor a esta janela de vídeo. </para>
<para
>Veja a secção de VDR para mais informações sobre o uso do <acronym
>XVideo</acronym
>. </para>
</section>
<section id="vdrsource">
    <title
>VDR</title>
<para
>Para configurar as suas opções de VDR no 'kmplayer', veja o painel Configurar->Fonte->VDR->XVideo. Deverão existir portos detectados, nos quais deverá seleccionar um deles. Terá de descobrir a codificação que deverá usar (p.ex., para a Europa ocidental, este é o PAL) e, provavelmente, o correcto terá um nome com <quote
>dvb</quote
> incluído. </para>
<para
>Por exemplo, o autor tem uma placa de TV, uma placa de DVB-S e uma webcam ligada ao seu sistema. Graças a elas, a configuração acusa três portos. O primeiro tem uma lista extensa de itens NTSC(-JP)/PAL(-M)/SECAM que dizem algo sobre a televisão/composto/svideo (corresponde à placa de TV). O segundo tem opções referente a NTSC-dvb/PAL-dvb/SECAM-dvb (da placa DVB-S). Finalmente, o terceiro só tem ntsc/pal (talvez a webcam). Como tal, deverá ser configurado (bastando para tal seleccioná-lo) o segundo porto e o segundo item (PAL-dvb). </para>
<para
>Dado que o suporte de VDR do 'kmplayer' só poderá usar o <acronym
>XVideo</acronym
>, claro que o <acronym
>XVideo</acronym
> deverá funcionar (no caso dos dispositivos, segundo a opinião do autor, esta forma de visualização só funciona no Linux). Do mesmo modo, também só funciona no seu primeiro ecrã (:0.0). Como tal, deverá certificar-se que a extensão <quote
>videoforlinux</quote
> funciona para o servidor do X. Para o servidor XFree86, na sua configuração (em <filename
>/etc/X11/XF86Config</filename
>), deverá existir <programlisting
>Section "Module" 
     .... 
     Load    "v4l" 
EndSection
</programlisting>
</para>
<para
>Infelizmente, sempre que actualizar o seu controlador de vídeo, terá de configurar de novo esta opção. </para>
</section>
<section id="kmplayer_url">
    <title
>Linha de comandos</title>
<para
>Internamente, no que respeita às fontes, o KMPlayer usa nomes distintos. Na altura em que este documento foi escrito, são as seguintes: "dvdnavsource", "dvdsource", "exitsource", "hrefsource", "introsource", "pipesource", "tvscanner", "tvsource", "urlsource", "vcdsource" e "vdrsource". Quando estiver activado, o programa irá executar a lista de itens com possibilidade de reprodução. </para>
<para
>Poderá activar uma fonte em particular com um <acronym
>URL</acronym
> do tipo <filename
>kmplayer://</filename
>. Basta definir o nome da máquina como nome da fonte e uma localização opcional como argumento extra, como tal, para um canal da fonte "vdrsource", isto poderá ficar algo do género <filename
>kmplayer://vdrsource/22 MTV 2</filename
>. P.ex., este programa inicia o 'kmplayer' com o "dvdnavsource" e a usar o <acronym
>DCOP</acronym
> para mostrar em todo o ecrã.<programlisting>
/bin/bash
kmplayer kmplayer://dvdnavsource/ &amp;
PID=$!
sleep 2
dcop kmplayer-$PID KMediaPlayer toggleFullScreen
    </programlisting
> Para algumas fontes, isto não fará muita coisa, porque não se pretende usá-las na reprodução normal. Na "pipesource", esta opção está desactivada, porque poderia ser um grave problema de segurança. </para>
</section>
</chapter>
<chapter id="questionsanswersandtips">
    <title
>Perguntas, Respostas e Dicas</title>

    <qandaset id="faq">
      <title
>Perguntas mais frequentes</title>
      <qandaentry>
        <question>
          <para
>O Xine demora muito a arrancar, porque é que tem que verificar a velocidade do meu processador todas as vezes?</para>
        </question>
        <answer>
            <para
>Repare que a resposta abaixo está desactualizada. O <application
>kxineplayer</application
> grava-a automaticamente com o último valor, como tal, da primeira vez, o 'xine' irá fazer o teste do CPU. </para>
            <para
>A interface do <application
>Xine</application
> para o &kmplayer;, o <application
>kxineplayer</application
>, usa o <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/xine_config</filename
> para a sua configuração. As opções do <application
>Xine</application
> estão na janela de configuração <quote
>Opções Gerais</quote
>|<quote
>Xine</quote
>. (Se você mudar aqui uma opção e gravá-la, o <filename
>~/.kde/share/apps/kmplayer/xine_config</filename
> irá conter também algumas explicações). A medida de performance do CPU e devida à opção <computeroutput
>misc.memcpy_method</computeroutput
> configurada para <computeroutput
>probe</computeroutput
> (detectar). Para ver qual a versão do 'memcpy' que funciona mais rapidamente para si, active a opção <quote
>Mostrar o Resultado da Consola</quote
> do menu <quote
>Ver</quote
> e veja os resultados desta análise quando tocar algo com o Xine. Configure o <computeroutput
>misc.memcpy_method</computeroutput
> com o método com menor tempo.</para>
        </answer>
      </qandaentry>
      <qandaentry>
        <question>
            <para
>Algumas dicas em como tornar o CDROM menos barulhento quando é utilizado (não com VCD://)?</para>
        </question>
        <answer>
            <para
>Claro, tente o comando <command
>hdparm -E 8 /dev/cdrom</command
> como 'root' depois de montar o dispositivo. Mas certifique-se que tem o <filename
>/dev/cdrom</filename
> a apontar para a sua unidade de CDROM. </para>
        </answer>
      </qandaentry>
    </qandaset>

  </chapter>
<chapter id="credits-and-licenses">
<title
>Créditos e Licenças</title>

<para
>&kmplayer; copyright 2002,2003 Koos Vriezen</para>
&underFDL; &underGPL; </chapter>

&documentation.index;
</book>
<!--
Local Variables:
mode: sgml
sgml-minimize-attributes:nil
sgml-general-insert-case:lower
sgml-indent-step:0
sgml-indent-data:nil
End:
-->